quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Almost three months

Heeeeeey,

Sumi, eu sei, mas é que fico desanimada sem ninguém comentando ou pedindo post, fora que na semana é quase impossível escrever e final de semana eu quase não estou em casa. HAHAHA.
Bom, quase três meses de USA, e o inglês está evoluindo aos poucos, a saudade começou a bater um pouco mais, só que nada desesperador.
As kids me obedecem e eu tenho momentos bons com eles, claro, que tem dias que essa casa parece o próprio inferno, mas são crianças é normal acontecer. Meu convívio com a Host family é o mais perfeito possível, eles não me privam de nada e me deixam bem a vontade para fazer o que eu tiver vontade, sério, nenhum problema até agora.
Tenho uma amiga na Virginia então quase todo o final de semana estou lá, para festas, comidas ou etc. HAHAHA. Eu acho que o que mantém a gente acesso é o fato de poder ser livre! Minhas semanas voam, e os finais de semana então, eu pisco e ele se foi. Mas é ótimo!
As considerações para esses quase 3 meses é que: Você se adapta mais rápido do que possa imaginar, o inglês começa a fluir (no meu caso, um pouquinho melhor, pq ele é péssimo), você já ama suas kids, você vai ter problemas que vai resolvê-los da maneira mais simples. Você tem amigos e eles são muito importantes, você fica carente e depois passa, o tempo passa rápido demais e você começa a pensar a possibilidade de ficar um pouco mais!

domingo, 8 de setembro de 2013

One month

Minhas considerações para esse primeiro mês de USA, que chegou tão rápido. Eu ainda não tive homesick e não chorei, mas já tive momentos de raiva, porque não adianta, crianças sempre vão dar trabalho, são crianças. Já me perguntei algumas vezes o que eu tinha na cabeça pra largar tudo e vir para cá como Au Pair, são questões que uma hora ou outra, você vai fazer, é normal. Meu inglês, no meu ponto de vista, não melhorou nada, o listeng talvez, mas ainda travo MUITO pra falar, só que aqui a gente acaba se virando e correndo atrás do prejuízo, rs. Meus hosts, são meus chefes e só isso, se preocupam se eu estou me alimentando, se eu conseguir abrir minha conta ou me registrar no college, mas só o necessário, eu sou livre para fazer o que eu quiser, inclusive, não dormi nenhum final de semana aqui em casa.
Minha kid maior (3 anos), tá naquela fase terrível de não gostar de ninguém, especialmente de mim, mas I don't care, I love it. HAHAHA. Aliás, essa música é hit de sucesso nas baladas daqui.
Meu menor é um pentelho (1 e meio), mas é o pentelho que eu amo muito e tá o tempo todo comigo, segurando minhas pernas e pulando em mim, impossível não amar.
Não tive dificuldade com comida, mas ando comendo muitas besteiras, porque é meio complicado dizer não há uma gordice.
Já dirijo meu carro para todos os lugares, ando de metro sozinha, já sei todas as linhas, rs, e a vida tá tranquila.
Começo o ESL dia 10/09, e não vejo a hora, quero muito, dominar logo essa língua filha de uma mãe. HAHAHA.
Bom acho que é isso, se quiserem saber mais, let me know!

Final de Setembro, tem Philly! AOAAA!

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Host Family

Hi Guys!!!

Demorei, mas vim escrever sobre minha chegada na família. Bom, depois de sair do treinamento, segurar o choro e enfrentar um pouco mais de 4 horas de viagem até Washington DC, as dúvidas começaram a pairar e o nervosismo veio com tudo. E agora? A gente nunca sabe como vai ser a recepção e os brasileiros com todo o calor humano, ficam muito sem saber o que fazer, abraço, aperto de mão, beijo no rosto como faz? HAHAHA.

Minha host me recebeu com um abraço normal, e foi atenciosa e paciente com o meu inglês. Meu hosto nos esperava lá fora, e minha kid estava dentro do carro, ela falava mais que a nega do leite e me mostrava tudo o tempo todo. Fomos conversando (leia-se, tentando falar) sobre coisas do Brasil, e do país deles (Host da Bulgária e Hosto do Sirilanka).

Cheguei na casa era meia noite e estava exausta, apenas me mostraram o meu quarto, pedi pra tomar um banho e capotei. Tenho um quarto confortável, não tem cama de casal, mas é muito aconchegante. Acordei as 8h30 e era o último dia da antiga au pair, ela me mostrou a casa, como fazia, o bairro e conversamos bastante, super simpática e me ajudou muito, ela é da Slovákia, pensa como foi meu dia com o inglês? O dia terminou com sucesso e a sensação de que a escolha tava certa.

Logo mais novidades!


domingo, 11 de agosto de 2013

Treinamento APIA

Após 14 horas de voo, bunda quadrada, cansaço, e etc chegamos na terra do Tio Sam. Passamos pela imigração tranquilamente e levamos em torno de uma hora para chegar no Hotel em Tarrytown, NY. Como chegamos de madrugada, fomos para o quarto dormir, e só pra variar quase todas as brasileiras que estavam comigo ficaram na cama pequena. HAHAHA.

No meu quarto tinha uma Francesa e uma Alemã, as duas eram tranquilas. No treinamento tinha MUITA alemã elas vão dominar o mundo, sério!.

1º dia - 8hrs até 16hrs

Levantamos antes das 8hrs porque o café da manhã é até as 7h45. O telefone do quarto toca exatamente as 6h30, e sim a gente toma um puta susto porque ele é alto. Nesse dia temos a introdução sobre o programa e aprendemos sobre a cultura e talz. Dá um mega sono e não é porque não está interessante e sim porque seu corpo simplesmente não aguenta mais. Dar umas pescadas é inevitável, juro. As 16hrs vamos para o tour em NYC (quem comprou ou ganhou da host family), ele é muito rápido, serve apenas para você ter uma noção do que é NYC, mas não compensa os $70. (café da manhã - cerais, frutas, suco, café, pão/ almoço - arroz parabolizado, carne, frango, molho, tortilha, salada e refrigerante/ lanche no tour - burrito de rosbife, salgadinho e coca)

2º dia - 8h30 até 18h30

Treinamento sobre primeiros socorros, bem divertido e descontraído, continuamos pescando na sala. Noite livre, aproveitamos para jantar no Friday's que é pertinho do hotel e dá pra ir andando (café da manhã - cerais, frutas, suco, café, pão/ almoço - purê, frango, vegetais e refrigerante/jantar - pizza e refrigerante)

3º 8hr até 13hr

Nesse dia temos que descer com a carry on, porque eles passam no quarto para retirar a mala e deixar pronta para partir. Esclarecemos algumas dúvidas e fazemos atividades também, separadas pela a idade das kids que vamos cuidar, super de boa. Ai chega a hora de dar tchau a quem você se apegou em menos de uma semana, ser forte e não chorar porque o ano tá só começando. No meu caso peguei um bus até a estação de Stamford e de lá o trem para DC, junto com algumas meninas. (café da manhã - cerais, frutas, suco, café, pão/ almoço -arroz parabolizado, carne, banana frita, salada e refrigerante)

Durante todo o treinamento temos breaks de 10 ou 15 minutos, NUNCA chegue atrasada e desligue o celular ou vai passar vergonha ;)

Dúvidas, let me know!

domingo, 4 de agosto de 2013

E chegou a hora do: The last post of Brazil

É, parece que eu pisquei e chegou a hora de voar, estranho que estou extremamente calma, meu voo é daqui a pouquinho. Hoje o domingo foi de despedidas e a casa cheia, coisa linda! Chorar é inevitável, afinal, conquistei amores e sabores, mas como diz o ditado: Sempre, sempre um amigo a mais é uma saudade a menos. Então let's bora fazer novos amiguinhos! HAHAHA

Partiu USA!


quarta-feira, 26 de junho de 2013

Qual o meu horário?

No Au Pair Room nós também recebemos o nosso SCHEDULE e o meu é esse lindão ai:


O que eu quero?

Quando eu comecei nessa coisa de ser Au Pair, eu vi muitas coisas boas e ruins, e sim, as ruins me assustavam muito, e mesmo lendo/ouvindo que não deveríamos escolher família por localidade e etc, eu resolvi fazer uma lista do que eu queria em uma família, afinal seria um ano morando com “estranhos” e não eu não sou obrigada a aceitar qualquer família. Mas pra isso eu precisaria ter objetivos, então listei alguns requisitos que seriam importantes para o meu bem estar na terra do Tio Sam, e disponibilizo para vocês.  Os que estão ticados, estão relacionados à família que eu fechei o Match:

Onde morar?
- Pennsylvania (Philadelphia, ou próximo).
ü  Maryland (Washington DC, Baltimore, ou próximo).
-Virgínia (Arlington, Alexandria, Mclean ou próximo).
- New Jersey (Atlantic City, Gloucester Township, Newark ou próximo).
- Connecticut (Stamford, New Haven, Norwalk ou próximo).
-Massachussetts (Boston ou próximo).
- New York (NYC, Manhattan ou próximo).
- Illinois (Chicago ou próximo).

Chefes?
ü  - Trabalhar fora.

Schedulle?
ü  - Fixo, pelo menos 2 finais de semana livres (negociável).

Crianças?
ü  - No máximo 3.

Idades?
- A partir de 4 anos.

Quarto e Banheiro?
- Privativo (negociável).

Curfew?
ü  - Sem (negociável).

Carro?
ü  - Sim (negociável).

Animais de estimação?
ü  - Não (negociável.)


As únicas coisas que não atenderam os meus requisitos foram crianças mais velhas, os kids tem 3 e 1 e meio, banheiro e carro são compartilhados. O banheiro pelo menos agora não é nenhum problema, já o carro eu questionei como funcionaria o esquema de compartilhar, e eu poderei usar todas as noites e finais de semana. Me pareceu tranquilo.

So, that's it

terça-feira, 25 de junho de 2013

I GOT MY VISA

Sim, achamos que nunca vamos conseguir e de repente acontece! Por incrível que pareça na noite anterior dormi igual um anjo e até a hora da entrevista eu estava muito calma e confiante, e a frase que não saia da minha cabeça era: Sua vontade de vencer é maior do que o obstáculo.

Íntegra:

CLE = Consulesa Lorinha Engraçadinha
E = Eu

CLE = Bom dia
E = Bom dia (enfiando todos os documentos possíveis)
CLE = Só o passaporte e o DS, qual o motivo da viagem?
E = Au Pair
CLE = Fala inglês?
E = Um pouco
Só em inglês agora para meu desespero.
CLE = Vai morar onde?
E = Maryland, Clarksburg
CLE = Vai cuidar de quantas crianças?
E = 2, menina de 3 anos e menino de 1 e meio.
CLE = Já teve experiência com crianças antes?
E = Sim, já cuidei de 2 crianças enquanto os pais trabalhavam e já trabalhei em Buffet infantil.
CLE = O que você faz?
E = Trabalho com comunicação em uma assessoria de imprensa
CLE = Porque quer ser Au Pair?
E = Quero melhorar meu inglês e conseguir um bom emprego na minha área
CLE = O que vai fazer quando voltar?
E = Quero fazer uma nova graduação em turismo aqui no Brasil
CLE = Você vai cuidar de 2 crianças correto?
E = Correto
CLE = Se elas engasgassem o que você faria? (só entendi que era essa a pergunta pq ela fez mímica, hahaha)
E = 190
CLE = 911
E = Isso mesmo. (hahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaha)
CLE = Bla bla bla bla wiska sache?
E = Desculpa não entendi?
CLE = Bla bla bla bla bla blab La no? (fazendo mimica com a mão no coração)
E = Ok
Em português
CLE = Sua visto foi concedida! (brincadeira ela não falou assim não, hahaha)
E = Obrigada (sai rindo tanto que parecia que tinha acabo de assistir um stand up com o Rafinha Basto, Gentile e o Taz.)

Rolou o Match e agora?

Como já dito em outros posts e outros milhões de blogs, o Au Pair Program exige toda a paciência que você nunca teve, rs. Depois do sonhado Match é necessário agendar a não tão sonhada entrevista para o Visto, rs. Assim que for oficializado no seu Au Pair Room (APIA), vai aparecer algumas coisas para serem realizadas, você preenche um questionário, faz um treinamento online, recebe o endereço da família, tudo novo que precisa ser explorado. Você também descobre que precisa esperar entre 10 a 13 dias para receber o visa pack em sua casa, ou seja, algumas coisas no Au Pair Room, só vão ser completadas após o recebimento dos documentos. Daí você quase se torna funcionário dos Correios de tanto que você espera por esses documentos. HAHAHAHA. O meu chegou antes dos 10 dias e lá fui eu preencher o DS-160, só depois dele, você consegue agendar o visto. Eu solicitei um documento passo a passo para a minha agente, ele é muito fácil e eu fiz tudo sozinha, inclusive a foto, tirei em casa na parede branca da cozinha, vamos economizar! Rs.

Também dei uma olhada nesse site bacana, para preencher tudo certinho:


Com a ajuda deste site e o documento enviado pela Agência, você tira de letra. É um formulário intenso e um pouco demorado, mas na euforia, você nem percebe! Talvez no documento sobre como agendar o visto que você vai receber da sua agente, não contenha o que você deve preencher nas seguintes perguntas:

U.S. Social Security Number
U.S. Taxpayer ID Number

As respostas são: DOES NOT APPLY (Não se aplica).

Depois disso você segue para o site de Agendamento do Visto: http://usvisa-info.com/pt-BR/selfservice/ss_country_welcome

No canto superior esquerdo da tela, você clica em criar conta, e segue o documento da Agência. Depois de preencher tudo, você precisa pagar a taxa, após esse pagamento você ainda precisa esperar 2 dias, para inserir o número de confirmação neste mesmo site. Só depois disso você consegue agendar a data do CASV e VISA interview. E ai começam as orações. HAHAHA!


Por enquanto é isso, fiquem a vontade para tirar dúvidas!

De repente Match

Eu nunca entendi muito bem esse negócio de feeling, mas quando acontece é inevitável e você acaba sabendo que está tomando a decisão certa. E foi assim comigo. Eu queria muito morar na Philadelphia, e eis que surgiu uma família que a principio era perfeita para mim, mesmo eu sentindo o tão falado feeling com a família de MD eu desejei o Match com a família da Philadelphia com toda a minha força, marcamos um Skype e toda a família era uma graça, agitados, mas muito pacientes comigo, mas encerrei a chamada com a sensação de que eles não tinham gostado de mim e eu por mais que estivesse encantada, pensava na família de MD. Deus nunca falha e sabe muito bem o que faz e quando faz. E nessas horas não custa nada ter um momento de reflexão/oração/reza seja lá qual a sua crença, energia e pensamentos positivos são sempre muito bem vindos.
Bom, desencanei da família da Philadelphia e continuei a vida, a família de MD pediu um Skype para que eu pudesse conversar com as crianças, eu estava extremamente calma, e foi tudo muito tranquilo e quando percebi já havia dito que me sentia muito confortável com a família deles e que seria ótimo ter um ano com eles. E para minha surpresa a Host me respondeu que definitivamente eu era a escolha deles e que ela também se sentia confortável em me acolher na casa dela. Foi tão natural, que eu não vibrei na frente dela, claro, o sorriso foi de orelha a orelha, mas desde o começo esse Match me parecia certo e eu não sei explicar o porquê, de repente seja o feeling.
Depois dessa declaração de amor entre a gente, hahaha, a Host disse que me enviaria um e-mail no dia 15 de Maio, oficializando o Match, foram 2 dias muitíssimo longos, mas o e-mail finalmente chegou e junto com ele o Match! Sério, foi uma explosão de sentimentos, um primeiro momento de total tranquilidade e estranheza por estar tão tranquila e prestes a ir embora, depois ansiedade para viver tudo que tiver direito na terra do Tio Sam, a dúvida se a coisa certa a fazer era largar a vida cômoda e crescer com experiências em um lugar desconhecido e por fim a certeza de que eu só posso me arrepender daquilo que fiz e a hora é agora.
Contente e segura com a minha escolha, não descarto a possibilidade de não ser a família dos sonhos depois que eu chegar lá, mas para ter um bom ano não depende só deles, a minha parte também precisa ser feita. A primeira impressão foi ótima e estou feliz com isso.
Com pensamentos e energias muito positivas, no dia 8 de Agosto chegarei a Clarksburg, MD para ensinar e aprender com uma pretty girl de 3 anos e um little boy de 1 e meio.

OBS: Foram 52 e-mails trocados e 2 Skypes antes do Match.

segunda-feira, 15 de abril de 2013

O tão temido e esperado 1º SKYPE.

Hello Guys,

Se é que alguém ainda lê isso aqui, aliás a linda da Clau, passou por aqui esses dias e me inspirou a escrever e também porque rolou novidades!
Bom para resumir um pouquinho, estou online há 3 meses, e passaram 3 famílias pelo meu APP, uma delas marcou o aterrorizante skype, rs. Ele estava marcado para sábado, (13) às 18h30, treinei um pouco, com algumas perguntas que a Helen Mesquita (que me ajuda muito) enviou. Porém, a family linda não apareceu, fiquei bem chateada, mas mandei um e-mail carinhoso remarcando e as 20hrs o meu skype começou a tocar, sim eu entrei em desespero, mas a Host foi muito fofa e paciente com o meu nível de inglês e conversamos em torno de 1h30, conheci as kids e o Host também, parecem ser muito tranquilos. Ela me fez perguntas básicas, como o que eu faria com as crianças, o que os meus pais achavam do intercâmbio, se eu me adaptaria com o frio, coisas assim. Eu fiquei nervosa, gaguejei e pedi para repetir e digitar inúmeras vezes, mas consegui. Como foi o primeiro skype e ainda estamos conversando, não posso dizer nem que sim, nem que não. Abaixo as questões que estudei (claro que na hora a conversa fluí, mas é bom ter algo em mente):


1-) Have you ever lived out of your home country before?
2-) Tell us about your personality. Are you a cheerful person?
3-) Can you adjust living with a foreign family and be a part of it?
4-) Can you live apart from your family and friends?
5-) Have you ever been an aupair before?
6-) Why do you want to be an au pair?
7-) How well do you speak our language?
8-) Are you planning on going to a language school?
9-) What is your parent's occupation?
10-) How large is your hometown? Is it a large city or a rural area?
11-) What is your last diploma you received? Are you a good student?
12-) What are your hobbies and interests?
13-) How is your driving and driving record?
14-) Do you have a criminal record?
15-) Do you have a boyfriend or a girlfriend?
16-) How would you spend your weekends here?
17-) Will you request any time off to observe certain religious days?
18-) How do we arrange the vacation schedules?
19-) Are you flexible? If we run little late from work, do you mind?
20-) Would you participate in our family outings or vacations?
21-) Do you have any brothers or sisters?
22-) Please tell us about your childcare experience.
23-) Do you have any first-aid training?
24-) Can you cook?
25-) Do you have any dietary restrictions? Is there any type of food you don't eat?
26-) How would you approach any problems or issues during your stay?
28-) Do you have any allergies?
27-) If we want you to teach our children your native language, would you mind speaking to them in your
language?
29-) How is your health? Do you have any health related issues?
30-) What kind of activities would you do with the kids?
31-) Can you help the children with homework?
32-) Would you treat younger and older children equally?
33-) How many children can you take care of?
34-) Our children have playmates coming over to our house regularly? Do you mind having more children
around some days?
35-) How do you think this experience will change you as a person?
36-) What are your plans after your Au pair experience?"

So, that's it.










segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

ONLINE \o/


Congratulations on being accepted to participate on the Au Pair program! Your American Adventure starts here!

Your application is now being circulated to host families!

Minha barriga virou um deposito de borboletas agitadas. HAHAHA.

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Hello dear host family, my name is Sara Cassemiro...

Estava com um medo tremendo de postar meu vídeo aqui, e ter que mudar alguma coisa, porque gravar foi a parte mais difícil, mesmo sendo Jornalista, sem vergonha nenhuma, gravar em inglês me fez travar muito. Mas como eu já disse inúmeras vezes, quem está na chuva é para se molhar, e as críticas também serão bem vindas:


video

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

iTep

Hey girls,

Etapa iTep concluída com sucesso! Realizei o teste no dia 14/12/2012 e o resultado saiu no dia 19/12/2012, fiquei como intermediário baixo, o que foi bom no meu caso, uma vez que não quero que as famílias se enganem comigo. HAHAHA.
Como toda aspirante a Au Pair, quando marquei o teste comecei a procurar o que e como estudar, recebi bastante dicas, além de, me tranquilizarem dizendo que era super moleza. Eis que a neguinha aqui, estudou MESMO, um dia antes do teste. Bora para luta com cara, coragem e fé, muita fé. Esperei a agência ficar quase vazia, sentei no computador e manda bala, algumas perguntas rápidas de múltipla escolha, da qual eu não tinha conhecimento mas foi tranquilo, depois 2 perguntas um pouco mais demoradas de listening que as meninas já tinham me dito que poderiam cair, depois o meu maior pesadelo o speaking, na primeira pergunta você tem 30 segundos para elaborar a respota e 45 segundos para responder, a segunda você tem 45 segundos para elaborar a resposta e 60 segundos para responder. A dona Renata Ribeiro já havia me avisado que era bom falar bastante, porque os 60 segundos ficam correndo e no teste vai ficar um espaço em silêncio gigante, e quem disse que ouvi? Fui o mais objetiva possível, e deixei um tempão em silêncio, tá ai o resultado dona Sara Luma, intermediate (low)